10 coisas para se perguntar antes de cortar a franja:


A franja está super em alta e, sem dúvida, é a queridinha das famosas na hora da mudança de visual. Mas, se você decidir cortar uma franjinha, provavelmente, vai enfrentar alguns dilemas até realmente cair na tesoura. E, para falar a verdade, depois de enfrentá-la também.

Isso porque, apesar de rejuvenescer e de modernizar alguns cortes, nem todo mundo se adapta ao visual que a franja cria. Tem formatos de rostos, por exemplo, que ficam mais bonitos e valorizados sem esse detalhe fashionista, como você vai ver ao longo desse post.

Sem contar que franja, às vezes, pode ser bastante trabalhosa. A menos que você tenha um cabelo bem lisinho, ou que queira manter a franja cacheada, é possível que o secador de cabelo seja um acessório bastante usado no seu dia a dia para mantê-la como o desejado.

Por causa desses e de outros dilemas que as pessoas enfrentam quando desejam ter uma franja, listamos abaixo algumas perguntas que podem ajudar na tomada dessa decisão. Responda as perguntas sobre você mesma e sobre seu estilo de vida sinceridade que, no final, temos certeza que vamos ajudar você a chegar em uma resposta definitiva sobre o assunto.

10 coisas para se perguntar antes de cortar a franja:

1. Se já teve franja antes: eu gostei?

Se você já usou e gostou, provavelmente, vai gostar agora. Mas, caso você não tenha se adaptado, será que vale a pena correr o mesmo risco?

Nesse caso, é bom levar em consideração também a fase em que você usou franja e gostou ou não. Por exemplo, usar o corte na infância e na vida adulta são situações completamente diferentes.

2. Caso tenha gostado: por que deixei a franja crescer?

Pense bem antes de dar essa resposta. Se for porque seus fios de cabelo são finos demais, ou oleosos, ou porque achava que dava muito trabalho, ou que exigia muitas idas ao salão, ou muito shampoo seco, repense sua decisão.

3. O que mudou na sua vida e que influenciou sua decisão?

Se você gostava do look e deixou a franja crescer para agradar alguém naquela época, não se prive agora. Se você recebia muitas críticas e se sente mais segura agora, também é um ótimo motivo para fazer sua tão desejada franja.

4. Seu formato de rosto combina com franja?

Se seu rosto é oval ou longo, a franja, com certeza, vai cair bem. Já, se seu rosto é redondo ou curto, melhor tentar um outro corte.

Agora, outras “regrinhas”: se colocar a mão na testa e couberem quatro dedos, você pode escolher se prefere ou não usar uma franjinha. Se couberem apenas três dedos, melhor não arriscar.


Agora, se couberem mais de quatro dedos, o ideal é investir na franja para deixar seu rosto mais harmônico.

5. Tem pele e/ou cabelos oleosos?

Se esse for seu caso, melhor repensar a decisão. O cabelo oleoso tende a grudar e a perder o movimento com muita facilidade, deixando um efeito nada agradável na franja.

A pele oleosa também não favorece o corte, já que pode causar o mesmo problema ou piorá-lo.

6. É possível usar franja no verão?

Claro que é, “miga”! Se for do tipo arredondada, então, fica maravilhosa junto com um rabo de cavalo. Da mesma forma, o chanel com franja reta, além de clássico e atemporal, deixa você super fresquinha e estilosa.

7. Dá trabalho ter franja?

Se seu cabelo for liso ou levemente ondulado, provavelmente, não vai dar trabalho. Você só vai ter que se preocupar em secá-la quando quiser que ela fique mais certinha, quando for sair, por exemplo.

Dica: um jato de ar do secador para baixo, para a esquerda e para a direita já vai ser o suficiente. Do contrário, caso você não queira uma franja cacheada, vai ser preciso tirar um tempinho para cuidar dela, com certeza.

8. Que tipo de franja está em alta?

As mais usadas por agora são as levemente mais curtas, que permitem que a sobrancelha fique aparente. Mas, lembre-se, para manter o estilo, você precisa fazer retorque a cada 15 ou 20 dias.

E não pode ter preguiça, ok? Não vale fazer retoques em casa, nem cortar a franja mais curta (caso não seja o estilo desejado) só para que ela dure mais.

9. Em quanto tempo sua franja vai crescer?

Isso pode variar muito de pessoa para pessoa. Mas, em média, com dois ou três meses você já consegue jogá-la para o lado e usá-la misturada ao restante do cabelo, caso ele esteja repicado.

Caso seja a primeira vez que você experimenta a franja, ou caso você esteja com medo de se arrepender, opte por uma franjinha com pouca quantidade de cabelo. Para quem não sabe, esse estilo é chamado de franja falsa. Ela fica linda e é bem mais fácil de disfarçar ou de mudar o visual, caso você não se adapte.

10. Dá para fazer um teste antes de cair na tesoura?

Um forma simples de saber se você vai gostar ou não da franja é usando um aplique.