10 dicas básicas para quem quer aprender a cozinhar


Cozinhar é um ato de amor, consigo e com o próximo. Não é a toa aquela premissa de que comida de mãe (ou de vó) é a melhor. Claro que existem suas exceções mas, de maneira geral, quem cozinha é porque gosta. E quem não gosta, com a prática, acaba se apaixonando pelo ato.

Se você afirma veementemente que não gosta de cozinhar – e que já tentou de tudo para pelo menos suportar -, ou está passando pela necessidade de começar a cozinhar a própria comida, a primeira dica que damos é: não se desespere, a prática leva à perfeição.

Para te ajudar a ingressar no mundo da culinária e (tentar) tornar essa tarefa menos difícil, separamos essas

10 dicas básicas para quem quer aprender a cozinhar

1 – Siga a receita

Parece meio óbvio, mas para quem está começando a cozinhar, essa é quase uma regra.

Não que você não possa inventar receitas mirabolantes – você já viu a quantidade de receitas que existem com macarrão instantâneo???

Mas se quer que tudo saia nos conformes, deixe para fazer substituições e modificações ao bel prazer quando estiver mais íntimo das panelas.

2 – Tenha os utensílios básicos de cozinha

Pelo menos! Quem está começando a cozinhar nem sempre se atenta a esse tipo de coisa. É importante saber que você possui todos os instrumentos necessários para realizar determinada receita.

Além de pratos e talheres para refeição, alguns itens essencialmente básicos e que podem suprir a maior parte – senão todas – das suas necessidades, são:

batedor, colheres grandes, uma espátula de metal e uma de plástico;

um caldeirão, uma panela de molho e uma grelha – se você preparar pequenas porções de comida, pode optar por uma panela pequena de laterais altas, ao invés do caldeirão;

um conjunto de xícaras (de 1/4 de xícara de chá a 1 xícara de chá) e colheres de medidas, além de uma tigela de vidro com capacidade mínima de 2 xícaras de chá;

pelo menos uma faca de tornear frutas e vegetais de boa qualidade.

3 – Compre ingredientes a mais

E tenha todos à mão! Primeiro, se você nunca fez determinada receita, o ideal é ter todos os ingredientes em dobro, assim, se você errar, pode fazer de novo.

E, antes de começar a fazer a receita, certifique-se que todos os ingredientes estão ali.

É um tanto quanto desastroso e frustrante estar no meio de uma receita e descobrir que faltam ingredientes.

4 – Crie um cardápio semanal

Elaborar um cardápio fará com que a sensação de que cozinhar é uma tarefa maçante desapareça.


Isso porque você já saberá tudo o que vai fazer e terá todos os ingredientes de cada receita separadinhos, prontos para serem usados no momento certo.

Além disso, elaborar um cardápio inspira confiança em suas habilidades e facilita as idas semanais ao supermercado.

5 – Verifique se está tudo ok!

Além dos ingredientes, tenha certeza de que você está com todos os utensílios necessários.

Não é nada legal bater a massa de um bolo com todo carinho e dedicação, colocar para assar e, no meio do caminho, descobrir que o gás acabou (experiência própria)!

6 – Dê preferência aos alimentos frescos

Frios, verduras, legumes, frutas, ovos, leite… jamais utilize se estiverem com cheiro, sabor ou aspecto duvidoso. Isso pode dar um problema imenso!

Começando por uma intoxicação alimentar. Preste muita atenção ao prazo de validade dos alimentos (tanto na hora de comprar quanto em casa, na hora de preparar a refeição).

7 – Se prepare com antecedência

Com o tempo você ficará mais íntimo da cozinha, assim será mais fácil fazer os preparativos.

Cortar os vegetais, preparar o caldo e amaciar a carne podem parecer tarefas fáceis, mas que podem demorar um tempão quando acumuladas.

Uma dica legal é separar as porções de preparativos para a semana toda.

8 – Cozinhe para outras pessoas

Sempre que possível, experimente cozinhar algo – sem grandes pretensões -, faça um brunch ou alguns petiscos, por exemplo.

Querer agradar as pessoas nos força a adotar boas práticas e a cozinhar de maneira mais direcionada.

Além de inspirar confiança. Ao receber as pessoas prefira as receitas que você já está familiarizado.

9 – Tempero a gosto

Pode ser uma pitadinha de nada ou uma colher de sopa cheia. Tem gosto pra tudo, né?

Mas, para não errar no tempero, vá colocando aos pouquinhos, pitadinha por pitadinha mesmo. Misture e prove o tempero.

Se faltar, coloque mais. Com o tempo você pega o jeito e o ‘olhometro’ fica mais aguçado.

10 – Separe um tempo para as refeições

Da mesma maneira que cozinhar é um ritual que leva certo tempo (mesmo que 5 minutos) e é preciso cuidado e dedicação, o ato de comer é igual.

Cada refeição tem um ar único, fazendo com que cozinhar se torne algo divertido e estimulante.

Além disso, separar um momento deixa a apreciação muito melhor.