3 dicas caseiras para tratar o intestino preso de forma natural


Quem sofre de intestino preso sabe que o problema não é nada engraçado. Ficar dias sem ir ao banheiro (para fazer o número 2, claro) acaba influenciando no humor, deixando a abdome estufado e pode atrapalhar até mesmo a saúde da pele, e essas são as consequências mais simples.

Em longo prazo, o intestino preso, que atormenta de 15% a 20% da população brasileira; pode causar até mesmo câncer. O problema se caracteriza pela diminuição da freqüência das evacuações, pois as fezes ficam ressecadas e endurecidas, difíceis de serem eliminadas, o que causa a prisão de ventre.

O mais comum para resolver esse dilema é que as pessoas tomem medicamentos laxantes, que liberam o intestino preso, mas que podem causar uma série de efeitos colaterais, inclusive a dependência desse estímulo brusco por parte do intestino.

Hoje, no entanto, você vai perceber que algumas medidas simples, como receitinhas caseiras e mudanças de hábitos, podem tratar o intestino preso de maneira natural. Abaixo, você vai descobrir o que fazer para resolver o problema de vez, sem ter que apelar para remédios e outros métodos nada confortáveis.

OBS: as dicas listadas abaixo devem ser repetidas, inicialmente, durante três dias seguidos em horários idênticos. Depois disso, é possível reduzir a frequência para três vezes na semana, para que o intestino preso ou preguiçoso regule seus movimentos e seus horários de funcionamento.

Confira 3 dicas caseiras para tratar o intestino preso:

1. Chá morno pela manhã

Um chazinho suave, como o de camomila ou de alfazema, é o mais indicado, de preferência em uma temperatura agradável e não quente demais. Chás laxantes, como de cáscara sagrada, não são indicados.

O efeito estimulante para o intestino preso, na verdade, deve ficar por conta da temperatura da bebida, e não do efeito da erva em si. O chá morno, aliás, ajuda na regularidade intestinal, por isso é importante incrementar esse hábito em suas manhãs.

2. Massagem na barriga

A massagem correta na barriga, com a pressão ideal, também pode ser muito estimulante para o intestino preso. No vídeo, como você vai ver, é possível massagear a região de três maneiras, sempre seguindo o sentido horário.

A massagem deve começar por baixo da costela, do lado direto, e seguir em círculo pelo abdome, durante uns 5 minutos mais ou menos.

Abaixo, você confere como fazer, segundo orientações de uma fisioterapeuta:


3. Suco de laranja com mamão

Outra forma natural de espantar o intestino preso é consumindo um suco potente, cheio de fibras. O clássico suco de laranja com mamão é um excelente remédio contra o problema, aliás.

A receita ideal é bater 2 laranjas com 1/2 mamão papaia pequeno. Tome o suco sem coar, sempre em um mesmo horário do dia, para “educar” seu intestino.

Outras dicas contra o intestino preso:

Uma ótima forma de estimular o bom funcionamento do intestino é não deixar de fazer as refeições e respeitar seu horários. Isso mantem o reflexo e estímulo intestinal.

Beber água durante o dia, fora dos horários das refeições, ajuda também ajuda a fazer o bolo fecal ficar mais moldável. Essa é uma grande ajuda para quem tem intestino preso ou sofre de hemorroidas, já que reduz bastante o “sofrimento” na hora de fazer o número 2.

Além disso, comer, no mínimo, quatro frutas por dia, de preferência, com casca, pode ser de grande ajuda devido as fibras que elas fornecem ao sistema digestivo. Bons exemplos são maçã, pera, pêssego ou ameixa.

– Na gravidez

Como já mencionamos aqui, um dos estranhos sintomas da gravidez pode ser o intestino preso. Com exceção da massagem abdominal, as técnicas naturais que acabamos de mencionar podem ser utilizadas tranquilamente para driblar o problema durante a gestação.

Em substituição à massagem, a grávida podem implementar em seu dia a dia caminhadas e hidroginástica, por exemplo.

– Em bebês

Quando o bebê não faz cocô por mais de três dias, ou quando as fezes estão duras e ressecadas, o mais aconselhável é entrar em contato com o pediatra que acompanha a criança.

As técnicas que listamos também podem ajudar bastante no tratamento. No caso das crianças menores de 1 ano, pode ser que o suco não seja indicado, mas dicas do chá morno e da massagem abdominal são excelentes.