4 sinais de que sua dieta está fadada ao fracasso


Uma dieta fadada ao fracasso tem seu destino traçado antes mesmo do início.

Conheça  os sinais que indicam que a dieta não vai dar resultados.

O fato é que a falta de planejamento com metas desproporcionais a seu tipo físico e o consumo de uma alimentação inadequada, são indicadores de que o precipício está mais perto do que você imagina.

Sendo assim, saiba quais são os sinais de alerta de que você está em uma dieta fadada ao fracasso.

Acompanhe.

Indícios de que sua dieta está fadada ao fracasso

 

1. Cortar todos os doces

Se você é daqueles em que a sobremesa vale mais do que um almoço, pense bem antes de tirar todo açúcar ou carboidratos da dieta.

Além da abstinência psicológica, os efeitos colaterais no seu corpo podem incluir fraqueza física e mental, junto a melancolia e irritação.

Com a baixa na produção de serotonina, o hormônio do bem estar, os níveis de cortisol e prolactina irão às alturas, diminuindo até mesmo a testosterona.

Se você treina, os efeitos colaterais são ainda piores, pois o desempenho nas academias reduz consideravelmente, já que os carboidratos são responsáveis pela energia e por levar as proteínas até o músculo.

2. Criar hábitos difíceis de manter

Seguir receitas mirabolantes e traçar metas inalcançáveis, é outro sinal de uma dieta fadada ao fracasso.

Hábitos consistentes são fundamentais para alcançar os resultados estabelecidos em sua meta e mantê-los após a conclusão dela.

Do contrário, o risco de tudo voltar a ser como era antes é iminente.

Então escolha uma dieta pautada nos seus costumes.

Se você sente muita fome a noite, por exemplo, não adianta montar um planejamento onde você corta o jantar.

O ideal é comer os alimentos certos e a quantidade adequada, acostumando o seu cérebro aos poucos.


3. Acreditar que uma pílula fará todo o trabalho duro

Não é difícil encontrar em sites na internet suplementos estimulantes que ajudam a emagrecer.

Na maioria das vezes, a ação desses medicamentos é secundária, fazendo apenas com que a sua disposição para os treinos seja maior.

Já os termogênicos são os principais emagrecedores do mercado.

No entanto, se a sua dieta não é lá essas coisas, após passar o efeito diurético do medicamento, seu peso ficará estagnado no mesmo patamar.

O motivo disso acontecer, é que os termogênicos apenas aceleram o metabolismo.

Assim passado um tempo, se não houver uma dieta associada a prática de exercícios, seu peso continuará o mesmo, já que não terá uma diminuição de calorias da dieta e do treino.

Em outras palavras, o termogênico fecha um ciclo entre a dieta e os exercícios.

Ele te dará disposição aos treinos, que por sua vez vão queimar calorias das quais com o auxílio da dieta, não serão totalmente repostas, sendo eliminadas de forma mais rápida através do termogênico e assim sucessivamente.

Viu só!

4. Tentar recompensar depois

E por último, de nada adianta ir a um rodízio e no dia seguinte ficar 2 horas na academia.

A regra é: Não tente recompensar o que foi perdido!

Dessa forma não é só uma dieta fadada ao fracasso, mas a sua saúde como um todo, pois além de não gerar resultado, a tendência é entrar em um ciclo vicioso.

Se você passa o dia todo sem comer, para compensar o excesso de calorias do dia anterior por exemplo, só vai ficar mais faminto e comer ainda mais na próxima refeição.

O mesmo vale para os treinos extensos, que vão esgotar a sua energia e comprometer o restante dos treinos durante a semana.