6 erros com a esponja da cozinha que causam intoxicações


Pequenas coisas em nosso dia-a-dia podem ajudar ou atrapalhar sua saúde, mesmo que você não tenha consciência disso, sabia? A forma como a gente usa ou deixa de usar a esponja da cozinha é um bom exemplo disso.

Embora pareça algo inocente e corriqueiro demais para merecer discussão, até mesmo o jeito que você deixa sua esponja da cozinha depois de lavar as louças pode levar a sérias consequências, como intoxicações. Dá para acreditar?

Mas, como você vai conferir na matéria abaixo, o problema é muito maior que a gente poderia imaginar. Embora todo mundo pense que sabe limpar tudo direitinho, a verdade é que até mesmo o produto que você coloca na esponja da cozinha pode fazer com que ela seja mais ou menos nociva à sua saúde.

Por exemplo, você usa sabão em barra, sabão líquido ou detergente para lavar suas louças? Você sabe, independendo do que você escolhe usar, qual o produto mais recomendado? Essa também é uma informações relevante sobre o assunto, mesmo que a gente não preste muita atenção a esse detalhe em nosso cotidiano.

E, por aí vai. Na lista abaixo você vai ver o quanto todo mundo precisa ter um pouquinho mais de noções de higiene para conservar o corpo saudável e a casa limpinha, sem muito esforço, claro.

Confira 6 erros com a esponja da cozinha que causam intoxicações:

1. Usar a mesma esponja em tudo

Parece bobagem, mas o ato aparentemente inocente de lavar a tábua de madeira, contaminada de bactérias em seus pequenos sulcos; e depois lavar os pratos do almoço ou mesmo o copo que você bebeu água já coloca você em risco. Isso porque as bactérias se espalham e, como consequência, podem causar diarreia e até febre na próxima pessoa que utilizar esses utensílios de cozinha.

2. Lavar louça com sabão em barra

Outro erro que você comete ao usar a esponja da cozinha é lavar a louça usando sabão, especialmente o em barra. Mais uma vez, as bactérias são as vilãs e encontram no sabão em barra um ambiente perfeito para proliferar. O certo mesmo é usar apenas detergente nessa tarefa.


3. Deixar a esponja sobre o sabão

E, se lavar louça usando sabão em barra é errado, imagina o quanto pode ser prejudicial guardar a esponja da cozinha, especialmente molhada, sobre ele? O certo mesmo é tirar o máximo possível de água da esponja e deixá-la secando em um local seco, que permita que o restante da água escorra e não volte a ficar acumulada na esponja.

4. Não desinfetar a esponja da cozinha

Com qual frequência você desinfeta sua esponja da cozinha? Se você achou a pergunta estranha, este pode ser um sinal de que você está exposta a várias intoxicações e bactérias. É preciso desinfetar a esponja de cozinha todos dos dias, a deixando em um recipiente com água fervente por 3 minutos ou a emergindo, por 10 minutos, em uma mistura com 2 colheres de sopa de água sanitária e 1 litro de água.

5. Demorar a substituir a esponja

Sabe por que os pacotes de esponjas da cozinha vêm, normalmente, com quatro unidades? Porque o certo é substituir a esponja da cozinha por uma nova toda semana. Isso evita que ela se transforme em um “viveiro de bactérias”, por exemplo.

6. Reutilizar a esponja

Quem nunca pegou a espoja da cozinha, que já estava velha, para lavar o banheiro ou ajudar na limpeza de outros cômodos da casa? Embora a prática seja comum e dê a impressão de que você está fazendo a coisa certa por reutilizar um objeto que iria para o lixo, a verdade é que essa prática não é recomendada.

Como já explicamos no início da matéria, a esponja da cozinha acaba acumulando muitas bactérias e se os cuidados necessários não forem tomados, você acaba espalhando todos esses micro-organismos.