Estrias na gravidez: causas e como evitar


O aparecimento de estrias na pele é uma consequência do estiramento do tecido. Ter estrias na gravidez é muito comum justamente por isso. Mas também acontece com jovens que crescem muito rápido, pessoas que engordam muito em pouco tempo ou aumentam os músculos rapidamente, sendo homens ou mulheres.

Porém, você vai saber agora quais são as causas das estrias na gravidez, como é possível evitá-las e formas de tratamento para removê-las, fazendo a pele voltar ao seu estado original.

Causas das estrias na gravidez

Não são todas as mulheres que vão ter, bem como algumas terão mais facilidade para fazer a pele voltar ao normal do que outras. Veja quais são os motivos disso.

1. Estiramento da pele

O que causa a estria é o tanto que a pele estica com o crescimento da barriga. E não é só na barriga que ela acontece. Algumas mulheres aumentam de medidas mais do que outras, fazendo com que elas apareçam também nos seios e na região lateral da lombar.

2. Genética propícia

O fator genético também contribui para que uma mulher tenha mais ou menos estrias. Claro, ainda assim vai depender do estiramento da pele, mas enquanto algumas mulheres possuem uma pele mais flexível e elástica, que precisa esticar muito para ocorrer o estiramento, outras esticam apenas um pouquinho e a estria já acontece.

3. Idade avançada

Em teoria, quanto mais idade a mulher tem, menos elástica e hidratada é a sua pele. Esse fator varia muito conforme o estilo de vida e como ela cuida da saúde, mas deve ser considerado mesmo assim.

4. Hidratação e elasticidade

Mesmo mulheres com idade mais avançada podem ter menos estrias. Isso se mantiveram, ao longo da vida, o hábito de beber muita água, manter a pele bem protegida, hidratada, e alimentaram-se de forma a estimular a produção de colágeno.

5. Tempo de gestação

O mais comum é que elas comecem a surgir a partir da 25ª semana, pois é nessa fase que o bebê cresce mais e a pele da barriga tem um aumento considerável.

Como evitar

1. Usar hidratantes com antecedência

No tópico anterior você viu que as estrias costumam surgir a partir da 25ª semana de gestação. É possível perceber que elas vão acontecer, porque a pele começa a coçar. Então, antes mesmo de sentir essas coceiras, já é bom começar a aplicar hidratante na pele.


2. Ingerir muito líquido

Junto com o cuidado diário do hidratante ou de um óleo próprio para a pele da gestante, é essencial manter-se bem hidratada. Em especial com água pura, mas também com chás naturais recomendados pelo obstetra ou pelo nutricionista.

3. Manter uma alimentação saudável

Assim como é fundamental beber muita água, a gestante também deve alimentar-se muito bem, de acordo com a dieta passada pelo nutricionista. Uma boa alimentação beneficia a gestação em todos os aspectos, inclusive para evitar as estrias.

4. Praticar atividade física

Exceto em casos especiais, todo médico recomenda exercícios físicos para gestantes. Eles ajudam a manter o bem-estar, o bom funcionamento intestinal, a evitar a retenção de líquidos e a manter o corpo mais flexível. Logo, vão contribuir para a prevenção das estrias, pois a pele vai estar mais elástica.

Como tirar as estrias da gravidez

Caso você não tenha conseguido escapar do aparecimento das estrias, calma que ainda tem jeito. A estria tem fases. Ela começa rosada, depois fica avermelhada, arroxeada, até chegar ao branco. Se as suas ainda não estão arroxeadas ou brancas, aja imediatamente, pois essas fases são as mais difíceis de tratar.

A boa notícia é que a estria causada pela gravidez é mais fácil de tratar pelo fato de ser recente. Claro, se você for buscar tratamento o quanto antes. Quando mais recente for a estria, maiores são as chances de regeneração da pele.

As formas de tratamento variam, sendo que o ideal é procurar um dermatologista ou esteticista para recomendar o tratamento adequado para cada caso. De modo geral, são feitas sessões de esfoliação e muita hidratação com produtos específicos. Também podem ser feitos peeling, tratamentos a laser ou com dermabrasão.

Em casa é importante aplicar constantemente óleo de amêndoas ou creme hidratante para evitar que a pele fique ressecada. O melhor é fazer essa aplicação após o banho, quando a pele está aquecida.