O que é, sintomas e tratamento da osteoporose


A osteoporose é uma doença caracterizada pela perda da massa óssea devido à redução da quantidade de minerais neles presentes. Essa condição facilita a possibilidade de fratura óssea e afeta três vezes mais mulheres do que os homens. Estima-se que os locais mais afetados pela doença, e que correm mais risco de fraturas, são as vértebras, a bacia, os braços, os pulsos e o fêmur.

Tipos

A osteoporose pode ser primária, sendo caracterizada de duas formas diferentes: pós-menopausa e idade. Ambas as características podem ser causas ou estimulantes da doença, e por isso o paciente pode começar a sentir os sintomas iniciais como dores e pequenas fraturas, por exemplo.

O segundo é a osteoporose secundária, que está mais relacionada às inflamações. Entre elas estão as alterações endócrinas, hipertireoidismo, artrite reumatoide, entre outros. Nesse caso, o paciente deve estar atento aos maus hábitos, como tabagismo, alcoolismo, sedentarismo e outros.

5 Sintomas

Os sintomas muitas vezes demoram para serem percebidos e por isso é importante que o paciente comece a dar atenção à saúde óssea ao atingir os 50 anos de idade, para que possa evitar o desenvolvimento da osteoporose.

1. Sensibilidade óssea

O paciente com essa doença passa a ter a sensibilidade dos ossos afetadas, podendo passar a sentir dor também.

2. Redução de estatura

Devido a perda de massa óssea, o paciente passa a reduzir sua estatura com o passar do tempo, tornando-se mais baixo.

3. Dores nas regiões mais suscetíveis

O enfermo começa a sentir dores principalmente nas regiões que têm maior probabilidade de serem afetadas, como a coluna, no pescoço e na região lombar, por exemplo.

4. Postura

A postura da pessoa que tem osteoporose também é afetada. Devido a fraqueza dos ossos e das cores causadas, o paciente passa a ter a postura mais encurvada.

5. Fraturas

Muitas vezes o paciente não percebe que tem osteoporose e o percebe quando começa a desenvolver fraturas nos ossos, principalmente na coluna, quadril, fêmur e os ossos que sofrem impactos com mais frequência.

Causas

As causas são muito variadas, mas grande parte delas estão relacionadas aos maus hábitos e à alimentação. Entre elas estão:


  • Mulheres durante e pós-menopausa;
  • Idade avançada, geralmente após os 65 anos;
  • Falta de cálcio e minerais na alimentação;
  • Falta de vitamina D;
  • Medicamentos que comprometam a saúde óssea;
  • Uso abusivo de álcool e drogas;
  • Histórico familiar;
  • Fumo em excesso;
  • Vida sedentária;
  • Doenças renais;
  • Doenças intestinais;
  • Doenças reumáticas.

Tratamento

Os tratamentos não são capazes de reverter completamente os efeitos causados pela doença e por isso as estratégias utilizadas são tratamentos que possam retardar o desenvolvimento da osteoporose, ou seja, medidas preventivas.

Para isso, são recomendados medicamentos com vitaminas e cálcio, e também uma dieta balanceada. A exposição ao sol é a melhor forma de repor a vitamina D, mas ela também pode ser complementada com a boa alimentação e uso de complexos vitamínicos. Também é importante que o paciente evite as suas causas, como o tabagismo, consumo de álcool e drogas.

Evitar o sedentarismo praticando atividades físicas com frequência também é recomendado. Para as mulheres, pode ser feita uma terapia hormonal, já que a menopausa e suas mudanças hormonais podem provocar também a doença.

Prevenção da osteoporose

A prevenção da osteoporose é feita evitando as suas causas, assim como são recomendados os tratamentos. Evitar os maus hábitos e ter uma dieta deficiente são fatores importantes para a prevenção da doença e devem ser feitas ao longo da vida.

É importante que as pessoas comecem a estar atentas à saúde e façam a densitometria óssea anualmente a partir dos 50 anos para acompanharem a situação da saúde óssea.

Perguntas frequentes

Esteja atento a algumas perguntas frequentes dos internautas:

Tem cura?

Atualmente a osteoporose não tem cura. Essa doença é irreversível e a melhor forma de conviver com ela é atuando na prevenção e nos tratamentos que combatem os sintomas e causas.

Causa dor?

Sim. É comum que o paciente passe a sentir dor nos ossos devido à sensibilidade óssea que é afetada pela osteoporose. Além disso, o paciente passa a sofrer fraturas constantes em parte do corpo que sofrem impactos constantemente, o que gera dor e desconforto.

A partir de qual idade devemos nos preocupar?

A idade recomendada é aos 50. As pessoas podem realizar exames ósseos anualmente, como a densitometria óssea, e assim acompanhar a saúde óssea. As mulheres devem ter mais atenção, pois correm mais riscos desde a menopausa, ou seja, a partir dos 45 e 48 anos de idade.

Loading...